Quem vai viajar para o exterior precisa considerar o custo da compra da moeda estrangeira no seu planejamento financeiro da viagem. Afinal, as oscilações do câmbio são comuns. Mas é possível se proteger adotando algumas boas práticas bem simples.

Para isso, é necessário compreender essas variações da taxa de câmbio de moedas estrangeiras, pois elas acontecem em todos os momentos.

Neste post, vamos abordar as dicas sobre como você pode ficar protegido em relação às flutuações do câmbio, evitando prejuízos na hora de comprar a moeda que precisa.

Comprar antes de ir viajar

A principal dica dos especialistas em finanças para quem vai fazer uma viagem internacional é não deixar para comprar a moeda no aeroporto ou no país para onde você está indo.

Existem destinos na América do Sul onde é possível adquirir moedas estrangeiras sem arcar com um grande prejuízo. Porém, na maioria das vezes, o padrão competitivo do mercado não é seguido pelo câmbio nos países de destino. Isso significa que você sairá em desvantagem na hora de comprar a moeda.

Sabemos que planejar uma viagem internacional demanda tempo, pois são muitas coisas para resolver. Uma forma prática de não ficar à mercê de um mercado onde a cotação do câmbio sofre oscilações a cada momento é consultar sites de comparação de taxas de câmbio. Mas fique atento quanto a alguns sites que divulgam as taxas de câmbio com o IOF incluído na taxa. O correto é fazerem a divulgação sem o IOF e sem tarifas embutidas, assim como o Banco Central do Brasil o faz em seus boletins de taxas.

Assim, fica mais fácil monitorar o valor da moeda que você precisa e escolher a hora certa de comprar para conseguir a melhor cotação.

Procurar Corretoras que trabalham sob demanda

Existem operadoras de turismo e lojas de câmbio, em especial as que estão localizadas dentro de shoppings e aeroportos, que por vezes, a cotação das moedas é pior que a praticada por casas especializadas de câmbio.

Especialmente em Shoppings Centers o custo de um ponto comercial é extremamente elevado para um lojista, seja ele uma operadora de turismo como também uma casa de câmbio, e adivinha quem paga por esse custo? O cliente é claro. Afinal, o lojista tem que repassar esse custo. Já no caso dos pontos de vendas em aeroportos, além dos custos do ponto comercial, tem o fator “última opção” que naturalmente, nem é preciso explicar, torna o preço mais elevado para o comprador, fazendo com que seja a pior opção para a compra de moedas estrangeiras. Por isso, nossa dica é que você procure optar por casas de câmbio especializadas, que trabalhem sob demanda.

Casas de câmbio online como a Torre Corretora, normalmente fazem a entrega da moeda dentro do prazo de 1 dia útil depois da confirmação do seu pagamento. Essa é uma boa maneira de garantir taxas de câmbio mais atraentes. Assim, você evita taxas de câmbio infladas por custos como os mencionamos acima. Outra vantagem é que receber a moeda estrangeira em casa ou no seu trabalho, você terá mais praticidade e principalmente segurança.

 

 

Evitar fazer compras antes da hora

Caso você já possua toda a quantia em reais que vai gastar na sua viagem, uma boa alternativa para se proteger das oscilações do câmbio é optar por um fundo cambial. Essa estratégia é indicada para quando a sua viagem for ocorrer a longo prazo, e ao fazer uma aplicação nesse tipo de fundo, seu dinheiro vai seguir a variação da moeda estrangeira.

Caso haja uma disparada da taxa de câmbio da moeda, você terá a vantagem de também ter seus reais corrigidos pela mesma variação da taxa de câmbio da moeda. Portanto, terá os reais necessários para adquirir a mesma quantia de moeda no dia da compra. Já se a cotação cair, você terá menos, porém, vai precisar de menos para adquirir a mesma quantia de moeda, já que a taxa de câmbio estará menor do que no dia da sua aplicação.

Para aqueles que ainda não tem todo o dinheiro para a compra da quantia desejada de moeda estrangeira, poderá também utilizar a estratégia do fundo cambial. Neste caso, você pode aplicar um pouco todos os meses no fundo. Quando atingir o valor em reais para adquirir a quantia desejada da moeda, será o momento de efetuar o resgate da sua aplicação e comprar a moeda.

Como nem tudo é perfeito, fundos de investimentos tem suas regras e tributação sobre os ganhos. Assim que, não esqueça de pesquisar e se informar com a entidade administradora do fundo sobre esses assuntos antes de qualquer decisão.

 

Comprar as moedas aos poucos

Outra alternativa para ficar protegido contra as variações de uma moeda internacional é comprar aos poucos.

Já sabemos que não é possível ter certeza de como o câmbio vai se comportar, de modo a comprar a moeda exatamente no melhor momento. Por isso, quando você compra a moeda aos poucos, estará garantindo o melhor custo benefício da cotação por meio do preço médio do câmbio.

Em tempos de crises financeiras ou políticas, é mais comum que a variação da moeda tenha picos de disparada. Por isso, pode ser uma boa estratégia de proteção comprar um pouco toda semana ou todo mês. Assim, caso realmente aconteça uma disparada no futuro e você ainda tenha que comprar mais, não vai ficar tanto no prejuízo.

Lembre-se que é fundamental comparar preços de moeda estrangeira, pois pode haver grande diferença de preço entre as casas de câmbio.

Fazer pesquisa e planejamento

O valor do câmbio comercializado pelas instituições financeiras é livre no Brasil, segundo a regulação do Banco Central. Por isso, a variação pode ser grande entre um lugar e outro.

Muitas vezes, podem ser apenas centavos de diferença entra as taxas oferecidas pelas casas de câmbio, mas dependendo do valor total que você pretende comprar, esses centavos podem somar um valor significativo para o seu bolso.

Quando você estiver fazendo o planejamento da sua viagem, procure informações sobre o comportamento diário da moeda que você precisa adquirir e também a respeito das expectativas dos especialistas no assunto.

Afinal, para conseguir fazer o melhor negócio quando falamos de taxas de câmbio, é fundamental que você esteja sempre atento ao mercado. Assim, mesmo sabendo que não dá para conhecer o valor exato do câmbio no futuro, é possível ao menos prever alguns cenários prováveis da cotação.

Essa é uma das melhores formas de você conseguir ter chances de aproveitar o momento mais propício para comprar a moeda estrangeira.

Tomar cuidado com compras no cartão de crédito

Quando você faz compras utilizando o seu cartão de crédito, acaba ficando vulnerável às alterações da cotação da moeda. Isso acontece porque o câmbio que será aplicado será o do dia do fechamento da sua fatura.

Portanto, pode ser que o valor que você vai pagar pelo que comprou não seja exatamente o que você calculou no dia em que adquiriu o produto ou serviço por meio do seu cartão de crédito.

Uma boa alternativa para ficar mais protegido desse tipo de oscilação da moeda é utilizar um cartão pré-pago, que pratica o câmbio do dia em que você adquiriu os créditos.

Especialistas no mercado financeiro costumam dizer que prever como a taxa de câmbio se comportará é a resposta que vale milhões de dólares. Esse é o tamanho da imprevisibilidade do mercado.

Porém, existem boas práticas para você se proteger das oscilações do câmbio, conforme abordamos neste blog post. Agora é só você analisar qual acha melhor, comprar a moeda que precisa e boa viagem!

Para se manter informado sobre dicas do mercado financeiro, assine nossa newsletter para receber nossos conteúdos exclusivos no seu e-mail.

Escreva um comentário

Share This